A corrida do ouro

Cory Coen nasceu em meados do século XIX e tornou-se um homem impossível de ser esquecido. Bom, pelo menos entre seus amigos na região da sua cidade: Oatman, Arizona, nos Estados Unidos. Com uma mina nesse território, recebendo pessoas de diversas áreas do país na corrida do ouro, recebeu também a sua família. O Velho Oeste seria então sua casa.

Alma forasteira do cowboy

Porém, sua alma leve e uma certa vocação levaram Cory a trocar o ouro reluzente pelo dourado do pôr-do-sol e se tornar um Cowboy. A estrada da região hoje é a famosa rota 66. Ela já foi trilhada incontáveis vezes por nosso Cowboy em seu cavalo, conduzindo uma pequena boiada de um lado para o outro. Ok, Cory era Cowboy, mas sua profissão era ser livre.

Por isso, seu espírito aventureiro o mantinha sempre em movimento, vivendo novas e intensas experiências a cada viagem ou parada.

Matando a sede de cidade em cidade

Não teve uma bela dama que ele não tivesse tirado o chapéu. Nem um cassino que não recebesse suas poucas moedas e risadas fartas. Nem muito menos um bar que não o ouvisse chegar com suas botas pesadas que metiam medo e no fim, assistisse sua felicidade em matar a sede com uma cerveja gelada entre os amigos.

De cidade em cidade, história em história e muitos amigos e amores em todos os saloons que passava, o Cowboy sabia que a liberdade e suas viagens eram seu maior tesouro.

 

Visite nosso site e descubra o seu estilo artesanal preferido
http://www.cervejariacampinas.com.br